Impotência

Impotência

Nesse artigo vamos tratar da impotência sexual. O que é Impotência sexual ? Impotência Masculina tem cura? Causas, sintomas e tratamentos.
Impotência Sexual

O que é a Impotência Sexual?
A impotência sexual ou disfunção eréctil, é nada mais que a incapacidade e dificuldade em ter ou manter uma ereção do pênis.

A impotência sexual afeta na sua maioria homens entre os 50 e os 80 anos, e além de prejudicar a saúde sexual e íntima do homem, pode também trazer outros problemas psicológicos como a depressão, contribuindo por isso para uma diminuição da qualidade de vida.

Principais causas da Impotência Masculina
Uso de drogas.
Alcoolismo.
Obesidade.
Uso excessivo de certos medicamentos como anti-hipertensivos, antidepressivos e antipsicóticos por exemplo.
Problemas psicológicos como depressão, traumas, medo, insatisfação ou diminuição da líbido.
Doenças crônicas, como insuficiência renal ou diabetes.
Sintomas da Impotência Masculina
Dificuldade para conseguir ou para manter uma ereção.
Ereção menos rígida e mais flácida.
Redução do tamanho do órgão sexual.
Mais tempo para atingir a ereção.
Dificuldade em manter contato íntimo em algumas posições sexuais.
Maior esforço e concentração para manter a ereção;
Diminuição dos pelos no corpo.
Diminuição do número de ereções espontâneas ao acordar.
Ejaculação mais rápida que o habitual.
Alterações ou deformação no órgão genital.
Doença vascular periférica que dificulta a passagem de sangue para os membros inferiores do corpo, como pernas, pés e órgão sexual.
Depressão
A depressão é outra causa da impotência masculina. Assim como na ansiedade, esse processo pode se auto-alimentar. Muitos homens não aceitam que sua performance sexual irá diminuir com o passar dos anos, e, em alguns casos, episódios de incapacidade para manter a ereção podem levar a quadros depressivos.

Tratamentos da Impotência Masculina
Terapia de reposição de hormônios: cápsulas, adesivos ou injeções que aumentam os níveis de testosterona e facilitam a testosterona.
Uso de aparelhos de vácuo: favorecem a ereção e são especialmente aconselhados para homens que não podem fazer o tratamento com remédios;
Cirurgia para implantação de próteses penianas: usadas apenas em último recurso apenas quando todos os restantes tratamentos não tiveram sucesso.
Remédios para o tratamento da impotência
No final da década de 1990 houve uma revolução no tratamento da impotência sexual com o advento das drogas inibidoras da Fosfodiesterase Tipo 5 (inibidores da PDE5). As principais drogas desta classe são:

Sildenafil (Viagra®): Na maioria dos homens, o início de sua ação ocorre a partir de uma hora da sua ingestão e seu efeito pode durar cerca de quatro horas. É facilmente bloqueado pela presença de alimentos no estômago.Foi alegado que a droga pode raramente causar uma condição ocular grave chamado de neuropatia óptica isquêmica .Além disso, em 2007 começaram a surgir preocupações sobre se Viagra pode causar surdez. Este tipo de surdez é chamada de perda auditiva súbita. Ela geralmente afeta apenas um ouvido e na maior parte parece estar a acontecer dentro de 24 horas depois de tomar Viagra ou um dos outros medicamentos para disfunção erétil. Até agora, ninguém provou com certeza que essa surdez é devido ao Viagra, Cialis ou Levitra. Mas se você de repente perder a sua audição após o uso de uma dessas drogas, consulte um otorrinolaringologista.
Vardenafil (Levitra®): Funciona da mesma forma. Os efeitos colaterais e interações são semelhantes aos do Viagra. Não é tão duradouro como Cialis. Houve alguns poucos relatos de cegueira e surdez.
Tadalafil (Cialis®): Funciona da mesma forma que o Viagra. Possui maior duração – pelo menos 12 horas na maioria dos casos, o que significa que o sexo pode ser mais espontâneo. Os fabricantes alegam que não é bloqueado pela ingestão de alimentos. Os efeitos colaterais são semelhantes aos do Viagra, mas também pode ocasionar dor nas costas e dor muscular.
Essas drogas não devem ser usadas sem avaliação médica, não só pelo riscos de efeitos adversos, mas também porque, sem uma completa avaliação, elas podem ser ineficazes. Se o paciente apresenta, por exemplo, deficiência de testosterona, somente o Viagra não irá resolver seu problema. Nos diabéticos, apenas 50% apresentam resposta aos comprimidos. Se o problema for de ordem vascular, nem sempre aumentar o óxido nítrico irá resultar.

Leia também: remédios para ereção funcionam

Efeitos colateiras dos remédios para impotência
Dor de cabeça.
Distúrbios visuais.
Nariz entupido.
Rubor facial.
Indigestão.
Palpitações
Tonturas
Visão azul (Ocorre quando o paciente eleva a dose)
Contraindicações dos remédios para impotência
Pacientes que tem pressão arterial elevada.
Nunca devem ser tomados por pacientes que fazem uso de nitratos.
Pacientes com doenças cardíacas.
Pacientes que façam o uso de remédios para hiperplasia da próstata.
Conclusão
Resumindo, a impotência é um problema perfeitamente tratável nos dias atuais. No entanto, é importante, primeiramente, estabelecer qual é o fator que está ocasionando o problema. Muitas vezes, existem uma multiplicidade que causa impotência , incluindo fatores físicos e psicológicos. O primeiro e mais importante passo rumo a cura da impotência sexual deve ser dado por você, e consiste em procurar o seu médico, e assim, ele dará auxilio necessário para que haja um tratamento bom para seu organismo.

A melhor forma de acabar com a Impotência Masculina

Recentemente foi liberado pela Anvisa um super suplemento natural que não faz mal a saúde e não tem contra-indicações. Trata-se de EROS POWER CAPS, um suplemento a base de elementos naturais que ativam a libido (masculina e feminina) ampliando o desejo sexual, e prolongando o tempo da relação.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *