Curso online

Afastado do Direito há 12 anos, Rômulo conseguiu ser aprovado no XXIV Exame com apenas 1 ano de estudo direcionadoDeLucas GomesEquipe de Comunicação do Gran O Conselho Federal da OAB e a Fundação Getúlio Vargas divulgaram no dia 19 de fevereiro o resultado preliminar do XXIV Exame de Ordem. No documento publicado consta a relação dos examinandos que foram aprovados no XXIV Exame de Ordem Unificado e estão habilitados para exercer legalmente a profissão de advogado.

Hoje temos o prazer de conversar com mais um aluno do Projeto Exame de Ordem que logrou êxito no XXIV Exame de Ordem da OAB, Rômulo Batista da Silva Soares.

Formado em Direito desde 2005, a trajetória profissional do aluno até então foi trilhada fora do meio jurídico. O aluno conta que desde que concluiu a graduação, além de se tornar um empreendedor com seu negócio próprio, desempenhou suas funções em uma instituição bancária por muitos anos e, envolvido com o trabalho bancário e empresarial, ainda não tinha despertado interesse para a habilitação na OAB. Até que tomou a decisão de se habilitar profissionalmente para sua área de formação e decidiu enfrentar o XXIV Exame de Ordem.

“Me formei em Direito em 2005 mas não tirei a OAB, entrei numa instituição bancária, onde trabalhei durante vários anos. Então depois de 12 anos parado, resolvi a retornar aos estudos e tirar minha OAB”

Com foco específico no Exame de Ordem, o aluno conta que se dedicou por aproximadamente 1 ano, estudando diariamente e de forma organizada. Ele destaca que após a publicação do edital do XXIV Exame a seriedade e o compromisso com que cumpria a sua jornada de estudos foi intensificada. “Eu estudava cerca de 5 horas diárias. Com a publicação do edital focamos mais, temos mais compromisso.”

Enquanto estudava para o XXIV Exame de Ordem, o aluno dividia seu tempo entre a preparação e as atividades do seu negócio próprio. Conciliando as duas atividades, ele relata que tentava utilizar todo e qualquer tempo livre que dispunha no trabalho para avançar nos conteúdos e aprimorar os seus conhecimentos jurídicos. “Sim, tive que conciliar os estudos com meu trabalho no meu negócio próprio. Então nas horas vagas, mesmo no trabalho, ia assistindo as videoaulas, e a noite em casa continuava com as videoaulas juntamente com livros que adquiri para complementar os estudos.”

Leia também: Fórmula negócio online o que é

O aluno comenta que estudou para a primeira fase do Exame lendo as legislações pertinentes e resolvendo uma ampla gama de questões de edições anteriores do Exame. Ele destaca que contou com a ajuda de um livro específico de questões para a OAB.

Para a segunda fase, onde é necessário um conhecimento mais específico sobre a produção/execução de peças jurídicas profissionais o aluno contou com o apoio e direcionamento do Projeto Exame de Ordem, do Gran Cursos Online, para aprimorar os seus conhecimentos prático-profissionais. “Durante a 1ª fase estudei no livro de 5000 questões para a OAB e na lei seca. Para a 2ª fase me preparei com o curso específico para 2ª fase do Gran Cursos Online, assistia as videoaulas, juntamente com a lei seca e um livro de prática penal, em que cada peça nova treinava refazendo o modelo para pegar a prática.”

O aluno comenta sobre a dedicação e as renúncias que teve de fazer enquanto se preparava para a prova da OAB. Ele destaca que foi inevitável abrir mão de momentos de lazer para conseguir se manter concentrado e envolvido com os estudos. “Nesse período eu tinha minha loja que trabalhava o dia inteiro, e fazia academia também de segunda a sábado. Mas como tem dito os mestres professores do Gran Cursos Online, tem que ter foco e administrar o seu tempo, então deixei de lado o lazer, Televisão, filmes, resenhas. Virou rotina para mim o trabalho, academia e estudos, nada mais. Festas, baladas, cinema, resenhas, não existia mais isso para mim.”

O aluno comenta quais foram os benefícios de poder estudar à distância para a OAB, com o projeto online do Projeto Exame de Ordem. “Optei pelo curso do Projeto Exame de Ordem pelo ganho de tempo, custo-beneficio, e bons professores. O tempo que gastaria para ir e vir de um presencial, já seria um tempo perdido, fora o gasto a mais que teria. Vejo nos cursos online, um maior aproveitamento do tempo e maior conforto para estudar, ambiente mais adequado em casa, mais silencioso, mais propicio para adquirir conhecimento.”

O aluno também destaca a expertise da equipe de professores que passam orientações muito úteis para o reconhecimento do tipo de peça pedido e sobre a fundamentação dessas peças processuais. “As videoaulas me ajudaram muito em aprender a fundamentar a peça, e também a identificar qual peça estava sendo cobrada relativa ao problema proposto.”

O aluno pontua alguns pontos que ele acredita terem sido fundamentais para essa conquista e cita as maiores dificuldades que encontrou durante a preparação. “Acredito que o meu maior diferencial para a aprovação foram o Estudo dirigido e atualizado, dedicação, esforço, foco e fé. As maiores dificuldades foram deixar de sair com a família, amigos, de participar de comemorações.”

O aluno tenta traduzir em algumas palavras a felicidade que sentiu ao ver seu nome figurando a lista de aprovados do XXIV Exame de Ordem. “Emocionante, tem um sabor de vitória, ao mesmo tempo um alivio de tirar um peso sobre as costas, pois a cobrança da família, amigos e sociedade é grande para que um Bacharel em Direito passe no Exame de Ordem.”

Leia também: Formula negocio online o que e

O advogado deixa algumas dicas para quem está começando a estudar agora, ou mesmo para quem já estuda há um tempo e ainda não conseguiu a tão sonhada carteira vermelha.”Resolva bastante questões, sobre aqueles assuntos que esteja ruim, dê uma focada maior, tenha perseverança e calma que sua hora chega, já reprovei outras vezes, não passei na primeira vez. É muito importante também no dia da prova manter a calma, se não for dessa vez, será na próxima, fique calmo, faça a prova com calma que tudo dará certo. E o principal é se dedicar, ás vezes precisamos abrir mão de algumas coisas para obter outras, festa sempre vai existir, farra sempre vai existir, para quem gosta de beber o álcool não vai acabar, faça a sua parte, depois da sua aprovação terá muitas festas, álcool ou outra coisa que te divirta, mas creio que em primeiro lugar vem seus objetivos, que seja passar na OAB ou em um concurso almejado, pense nisso”, recomenda.

Por fim, ele deixa uma mensagem motivacional para os candidatos que pretendem se tornar advogados e prestarão as próximas edições do Exame de Ordem. “Tenha foco, determinação, ouça as dicas dos mestres, dos que obtiveram êxito, abra mão de algumas coisas que não tem o devido valor por agora, estude bastante, pois o conhecimento adquirido vai te levar a lugares gratificantes e interessantes, você será outra pessoa, não será o mesmo, fará a diferença na vida de muitas pessoas, será admirado. Foco, determinação e sucesso.”

Colágeno: para que serve, benefícios e como consumir

O colágeno em pó ou hidrolisado deixa a pele mais resistente e também mantém as unhas, ossos, dentes e cabelos saudáveis

Aproximadamente um terço da proteína de nosso corpo é colágeno. Ele tem uma função estrutural que protege outros tecidos menos resistentes e permite a sua conexão com o esqueleto ósseo. Vamos esclarecer tudo o que você precisa saber sobre essa proteína ótima para saúde.

O que é?
O colágeno é uma proteína composta por 3.000 aminoácidos dispostos em três correntes moleculares entrelaçadas, formando uma espécie de hélice tripla flexível e robusta. Ele tem inúmeros atributos: deixa a pele resistente e elástica, reforça tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos e sustenta os órgãos internos. Ossos e dentes são feitos pela adição de minerais à matriz de colágeno, e 75% da pele é colágeno.

Tipos de colágeno
Mais de 20 tipos de colágeno são encontrados no corpo, de acordo com um artigo publicado na revista científica Advanced Drug Delivery Reviews. A estrutura e a função do colágeno são determinadas pela sequência dos aminoácidos. Em alguns tecidos, como órgãos, o colágeno pode ter a forma de um gel. Em outros, como os tendões, o colágeno vem como fibras apertadas para fornecer a resistência.

Fonte de colágeno
O colágeno é um produto de origem animal, e é basicamente extraído da pele, cartilagens e tendões de aves, suínos e bovinos. Há um processo de agregação de água ao colágeno animal, chamado de hidrólise, obtendo-se assim o colágeno hidrolisado, em forma de pó branco.

Benefícios do colágeno
O colágeno atua no fortalecimento de unhas frágeis e promove maior resistência, espessura, crescimento e brilho aos cabelos. A pele adquire mais tônus, hidratação, e pode haver uma redução da flacidez cutânea. O colágeno hidrolisado desempenha um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose, e tem sido utilizado para minimizar a ocorrência de lesões na terceira idade, pois mantém o tecido articular mais hidratado e elástico. Ele também é utilizado para prevenir lesões em atletas. Diversos estudos realizados na Europa e nos Estados Unidos atestam esses benefícios.

Leia também: Skin renov é bom

Saiba mais: Oito cuidados contra o envelhecimento da pele dos 40 aos 50 anos
Quando a produção de colágeno diminui?
A partir dos 25 anos, a produção de colágeno começa a diminuir (perdemos cerca 1% ao ano). “As linhas de expressão começam a aparecer, resultando em uma pele mais frágil e menos elástica, ou seja, flácida”, explica a nutróloga Paula Guidi.

Leia também: Fascia preço

De acordo com a especialista, outro ponto importante é que as mulheres produzem menos colágeno do que os homens. Estudos comprovam que no período da menopausa a velocidade de perda dessa proteína é aumentada, chegando a atingir 30% nos primeiros cinco anos.

Colágeno comestível
O colágeno hidrolisado é composto por 90% de proteína, 2% de sais minerais, e 8% de água. Sua classificação é descrita como uma proteína comestível e seus principais aminoácidos são prolina e lisina, responsáveis pela síntese de colágeno endógeno com a ajuda de alguns cofatores, citados abaixo.

Ele é isento de gordura, colesterol e carboidratos. Além de tudo, é uma proteína de fácil digestão e assimilação devido ao processo de hidrólise, com inúmeras indicações tanto na área de saúde como nos cuidados com a beleza da pele, cabelos e unhas.

Como consumir colágeno hidrolisado
A dose recomendada é de dez a vinte gramas diárias (1 a 2 colheres de sopa) de colágeno hidrolisado diluído em meio copo de suco, leite ou iogurte. A nutróloga Tamara recomenda o colágeno em pó puro, sem a adição de corante e adoçante. Uma forma muito prática é a apresentação em balas tipo goma, que contêm colágeno associado ao óleo de coco, garantindo um benefício duplo.

“Os primeiros efeitos podem ser notados após dois a três meses de consumo diário”, explica. O colágeno hidrolisado é um alimento e não há nenhuma restrição ou contraindicação, nem limite de tempo para o seu uso.

O corpo produz colágeno
Existem nutrientes que ajudam o corpo a sintetizar e a preservar o colágeno por diversos caminhos metabólicos, agindo como cofatores. Para isso é preciso consumir alimentos ricos em lisina, ômega 3, vitamina A, enxofre, licopeno e vitamina C.

A lisina está presente em laticínios, carnes, aves, peixes e frutos do mar, ovos, lentilha, tofu, quinoa e semente de abóbora. Pescados fornecem o ômega 3, que reduz a degradação de colágeno, e neste grupo também entram chia, linhaça, nozes, castanhas e abacate. Fontes de enxofre incluem alho, cebola, azeitonas, couve-de-bruxelas, ovos, pepino e aipo.

Dessa forma, a vitamina A trabalha em conjunto com o enxofre para produzir novas fibras de colágeno e elastina, e está presente em frutas e vegetais de cor verde, vermelha, laranja e amarela, como cenoura, batata doce, melão, manga etc.

O licopeno inibe a colagenase, uma enzima que destrói o colágeno, e se concentra no tomate, melancia, goiaba, acerola, pimentão vermelho e beterraba. Para finalizar, não pode faltar vitamina C, que se junta à lisina e prolina para formar os blocos de colágeno no corpo, abundante em frutas cítricas, vegetais folhosos de cor verde escura, pimenta vermelha, pimentão, goiaba, acerola, açaí e kiwi.

Saiba mais: Vale a pena usar a suplementação de colágeno?
Vegetarianos, lisina e colágeno
Como o colágeno está presente em produtos de origem animal, os vegetarianos precisam ser bem cuidadosos na hora de montar o prato para não ter deficiência desta proteína essencial à saúde.

Os precursores de colágeno citados acima não podem faltar, e a maior dificuldade reside na obtenção de lisina, pois a prolina é sintetizada pelo corpo a partir de outros aminoácidos. Os ovolactovegetarianos não têm problema para obter lisina, pois ovos e laticínios são excelentes fontes do aminoácido.

A nutróloga Tamara Mazaracki listou algumas opções para os veganos, como:

Seitan (bife de glúten de trigo)
Proteína de soja (leite, tofu e carne de soja)
Ervilha
Lentilha
Feijões
Levedo de cerveja
Oleaginosas
Manteiga de amendoim
Neste caso, é importante consultar um especialista para saber a quantidade indicada de cada alimento para obter níveis adequados de lisina.

Suplemento alimentar
Por ser uma proteína de fácil digestão e assimilação, o colágeno é um suplemento alimentar com inúmeras indicações na área de saúde. Com o passar dos anos ocorre uma redução gradual de colágeno nos tecidos corporais, e ele também sofre em qualidade, tornando-se menos elástico e hidratado.

O colágeno suplementar é usado para prevenir a degradação do colágeno corporal, ajudando assim a manter pele, tendões, ossos e ligamentos mais saudáveis. “Estudos comprovam que usar diariamente o colágeno como suplemento nutricional pode melhorar, de forma significativa, diversos fatores na saúde interna e externa de quem usa”, afirma a dermatologista Gladys Mattei.

Terçol no olho: Dormir com maquiagem pode favorecer o surgimento do problema?

Quem nunca percebeu uma bolinha vermelha dolorida na região da pálpebra parecida com um furúnculo ou espinha? Oftalmologistas apontam que o terçol, como é chamada popularmente a viuvinha ou viúva, é um dos problemas mais recorrentes dos olhos.

Leia mais: Bolsa nos olhos? Descubra como prevenir e tratar

O terçol, como é chamada popularmente a viuvinha ou viúva, é um dos problemas mais recorrentes dos olhos. Como a maquiagem pode influenciar no aparecimento? (Foto: iStock)

Causada pela obstrução das glândulas da pálpebra, é mais comum que a inflamação apareça devido ao acúmulo de oleosidade e sebo na região, que acaba por favorecer a formação de pequenas crostas. Porém, há um agravante ainda maior no caso das mulheres: o uso de itens queridinhos da maquiagem como lápis de olho, rímel e até mesmo cílios postiços.

Leia também: o que é Terçol

Veja também: Alergia nos olhos: entenda porque acontece

Porém, a simples aplicação não implica na complicação, que pode surgir devido a dois possíveis descuidos, conforme explica Claudia Marçal, médica especialista pela Associação Médica Brasileira (AMB), membra titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da American Academy of Dermatology (AAD).

“Se o produto for de má qualidade, pode causar uma hipersensibilidade no local capaz, irritando a região e fazendo com que a glândula tente se livrar daquele depósito de pigmento. Além disso, se não bem retirado com demaquilante após uso da maquiagem, o lápis pode provocar um processo inflamatório pela presença da sujeira que obstrui a glândula”, explica.

Sintomas, tratamento e como prevenir
Além da vermelhidão, febre localizada e dor na região das pálpebras, o terçol também pode ter pus. Em alguns casos, o processo inflamatório também é interno e pode aparecer tanto na parte inferior, quanto na superior do olho. Ele também tem maiores chances de surgir em pessoas que sofrem de blefarite, ou seja, quando o paciente já tem tendência de desenvolver inflamações na região dos olhos e começam a aparecer pequenas ‘casquinhas’ próximas aos cílios.

Geralmente, o terçol pode desaparecer em alguns dias e compressas de água morna na região podem aliviar os sintomas. Se o processo passar de inflamatório para infeccioso, ou seja, quando as bactérias da região passarem a agir, é possível que seja necessária uma limpeza realizada por um profissional para tirar a secreção, além do uso de colírios antibióticos ou outros medicamentos de via oral. Por isso, é sempre aconselhável procurar um médico.

Uma das formas mais efetivas para prevenir o surgimento do problema é higienizando bem a área dos olhos, com sabonete e água corrente e nunca dormir de maquiagem ou com cílios postiços. Retire o rímel e o lápis com a ajuda de uma bolinha de algodão e demaquilante próprio para a região dos olhos. Essa orientações devem ser seguidas à risca principalmente pelas mulheres que usam maquiagem diariamente.

“Confira os prós e contras da técnica da espuma para tratar varizes

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, apesar de ser considerado seguro e de baixo custo em comparação aos outros, o método da espuma tem um alto índice de recorrência

Leia também: Varicell preço

Basta uma pequena quantidade de espuma aplicada na veia através de uma seringa e, em poucos segundos, adeus às varizes. Parece mágica? Não é. Embora exista há mais de 30 anos, a esclerose com espuma ganhou destaque recentemente. A técnica capaz de secar vasos sanguíneos prejudicados, porém, não serve para todos os casos. Quando o objetivo principal é a estética, deve ser repensada, pois pode causar manchas escuras na pele.”

Alimentação e Saúde: Princípios para um Estilo de Vida Saudável

OBJETIVOS
– Propiciar um debate, e, sobretudo, uma reflexão sobre a relação direta entre alimentação e saúde no nosso cotidiano; ressaltando ainda, a importância de práticas saudáveis na melhoria constante da qualidade de vida. – Relacionar e compreender a importância da agricultura sustentável na alimentação e saúde, que, principalmente com o advento da mecanização e industrialização do campo, produz alimentos com qualidade questionável em função da utilização em massa de agrotóxicos, os quais são responsáveis pela contaminação do solo, da água e, sobretudo, causadores de doenças.

Leia também: celulite

CONTEÚDO
1 – Alimentação e saúde: definições e objetivos;
– Panorama e relação entre alimentação e saúde;
– Políticas públicas alimentares: segurança alimentar e soberania alimentar (fome zero);
– Josué de castro e a geografia e a geopolítica da fome;
– Estudo de caso: alimentação e as metas do milênio,
2 – Costumes e práticas alimentares;
– A mercantilização dos alimentos;
– Agrotóxicos e transgênicos x contaminações ambientais e antrópicas;
– Alimentação e saúde pública: ética e respeito à vida;
3 – Produção limpa – agroecológica;
– Qualidade de vida a alimentação saudável;
– A cura com a alimentação;
– Lugar de médico é na cozinha;
– O psf e o uso das plantas medicinais;

JEJUM INTERMITENTE: GUIA COMPLETO PARA INICIANTES

MITO #1:
COMA UM BOM CAFÉ DA MANHÃ PARA ACELERAR SEU METABOLISMO LOGO CEDO.

MITO #2:
COMA A CADA 3 HORAS E MANTENHA SEU METABOLISMO ACELERADO O DIA TODO.

Com certeza você já ouviu isso antes, não? Pois é, como nós costumamos dizer aqui no Emagrecendo.info, não existe um único caminho certo para emagrecer, e sim diversos caminhos para a perda de peso.

E um desses caminhos envolve pular o café da manhã e não ficar comendo porções de passarinho o dia inteiro. Sim, esse é o caminho do jejum intermitente. Já ouviu falar nele?

O Jejum Intermitente (JI) ou intermittent fasting atualmente é um dos temas mais populares no mundo do emagrecimento e da boa forma. As pessoas estão usando o JI para emagrecer, melhorar a saúde e facilitar o dia a dia.

Leia também: Jejum Intermitente o que é

Há várias pesquisas científicas sendo feitas sobre o jejum intermitente (uma das bases do Código Emagrecer de Vez), que estão descobrindo como ele afeta seu corpo e seu cérebro, e como jejuar pode ajudar você a viver mais e melhor. 1 2 3

Para entender melhor como emagrecer com o jejum intermitente, assista ao vídeo do Rodrigo Polesso, expert brasileiro no assunto ↓

➤ Clique aqui e conheça o método de emagrecimento do Rodrigo (COM JEJUM)

Leia também: Kifina reclame aqui

O QUE É O JEJUM INTERMITENTE?

Jejum Intermitente (JI) é o nome dado ao estilo de alimentação que alterna períodos de jejum com períodos de alimentação.

Aqui não se trata de QUAIS alimentos você deve comer (ao contrário das dietas), mas sim de QUANDO você deve comer.

Assim, podemos dizer que o JI não é uma dieta, mas sim um “estilo de alimentação”.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Os protocolos mais comuns de jejum intermitente são compostos por jejuns diários de 16 horas, ou jejuns de 24 horas duas vezes por semana. Mas calma. Nós vamos falar disso com detalhes mais à frente.

A prática do jejum é algo comum na história dos seres humanos. Além do jejum fazer parte das principais religiões, (incluindo o cristianismo, islamismo e o budismo), nossos ancestrais não tinham comida disponível o ano todo em supermercados e geladeiras para fazer 3 ou 4 refeições por dia. Até o por isso o JI é uma prática comum entre os adeptos da dieta paleo.

Era comum passar por períodos de pouca ou nenhuma comida, e nossos corpos evoluíram para ser capazes de funcionar sem alimentos por longos períodos de tempo.

Para eliminar gordura em “piloto automático” com um método que combina o Jejum Intermitente com alimentação Low Carb, clique aqui (RECOMENDADO!)

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

COMO O JEJUM INTERMITENTE FUNCIONA?

Ao jejuar, várias coisas ocorrem dentro das células de seu corpo. Por exemplo, seu corpo altera os níveis hormonais para tornar a gordura armazenada disponível para as células.

Falando nas suas células, elas também iniciam processos fundamentais de reparo e recuperação, além de alterar a expressão dos genes (isso é bom!).

Abaixo estão algumas das mudanças que ocorrem no seu corpo ao jejuar:

Hormônio do Crescimento (HGH):

Os níveis de hormônio do crescimento têm um pico, chegando a ficar 5 vezes maiores do que antes. Isso traz grandes benefícios na queima de gordura e no ganho de massa muscular. 4 5 6 7

Insulina:

A sensibilidade à insulina melhora e os níveis de insulina no sangue caem dramaticamente. E níveis mais baixos de insulina no corpo permitem que mais gordura armazenada fique disponível para ser queimada.8

Reparos Celulares:

Em jejum, seu corpo inicia processos de reparo celular, que inclui a autofagia, onde células digerem e removem proteínas velhas e disfuncionais de dentro delas. Essas proteínas velhas podem levar ao surgimento de câncer. 9 10

Expressão Genética:

Há mudanças na função dos genes ligados à longevidade e proteção contra doenças. 11 12

Estas mudanças nos níveis hormonais, função celular e expressão genética são responsáveis pelos benefícios do jejum intermitente, que iremos ver com mais detalhes a seguir.

Que tal reprogramar seu metabolismo para queimar gordura naturalmente com Jejum Intermitente? Conheça o Código Emagrecer de Vez (clique aqui)

7 BENEFÍCIOS E RESULTADOS DO JEJUM INTERMITENTE

Há diversos estudos feitos sobre o JI tanto em humanos como em animais.

O que estes estudos mostraram foi que o jejum intermitente é uma ferramenta poderosa para o controle de peso e também para a saúde do corpo e do cérebro. O jejum pode, inclusive, fazer você viver muito mais anos!

Veja abaixo a lista dos principais benefícios do JI:

1 – EMAGRECIMENTO

Como já mencionamos antes, o jejum intermitente vai ajudar você a perder gordura sem precisar restringir o consumo de calorias de forma consciente. 1 13

2 – RESISTÊNCIA À INSULINA

O JI pode reduzir a resistência à insulina, baixando em 3-6% e os níveis de insulina em jejum no sangue em 20-31%1. Em tese, isso é o suficiente para proteger contra diabetes tipo 2.

3 – INFLAMAÇÃO

Alguns estudos mostram redução nos marcadores de inflamação, que é uma das principais causas de diversas doenças crônicas. 17 18 19

4 – CORAÇÃO SAUDÁVEL

O JI pode reduzir o colesterol LDL, as triglicérides, marcadores de inflamação, glicose e resistência à insulina. Esses são todos fatores de risco para doenças no coração. 1 20 21

5 – PREVENÇÃO DO CÂNCER

Estudos realizados com animais indicam que o jejum intermitente pode ajudar a prevenir câncer. 22 23 24 25

6 – CÉREBRO SAUDÁVEL

O JI aumenta no cérebro um hormônio chamado BDNF, e pode ajudar a criar novas células nervosas. 26 27 28 O JI também pode ajudar a proteger contra doença de Alzheimer. 29

7 – ANTI-ENVELHECIMENTO

O jejum intermitente foi capaz de aumentar a longevidade de ratos. Estudos mostraram que ratos que jejuaram viveram de 36-83% mais que os demais. 30 31

É preciso destacar aqui que as pesquisas sobre o jejum intermitente ainda estão em estágio inicial. Muitos dos artigos que mencionamos aqui são de estudos pequenos, de curta duração ou então realizados em animais e não em humanos.

Muitas dessas questões só poderão ser respondidas com mais firmeza após mais estudos realizados com pessoas. 32

JEJUM INTERMITENTE EMAGRECE MESMO?

Sim! Emagrecimento é a principal razão para as pessoas tentarem o jejum intermitente. 13

E o JI emagrece por diversas razões.

Primeiro, quando jejua, você naturalmente acaba fazendo menos refeições. Assim, o JI leva automaticamente a uma redução no consumo de calorias.

Além disso, o JI altera os níveis hormonais no seu corpo de forma a facilitar a perda de peso.

Além de baixar a insulina e aumentar os níveis de hormônio do crescimento, o jejum intermitente faz seu corpo liberar mais noradrenalina, que é outro hormônio que auxilia na queima da gordura.

Por causa dessas mudanças hormonais, os jejuns de curto prazo (até 36 horas) podem aumentar seu metabolismo em 3,6-14%. 14 15

Assim, ao ajudar você a comer menos (menos calorias entram) e a queimar mais (mais calorias saindo), o jejum intermitente emagrece. Ele com certeza é uma ferramenta poderosa no auxílio do emagrecimento.

Um estudo de 2014 mostrou que o jejum intermitente emagrece as pessoas na faixa de 3-8% do peso corporal em um período de 3-24 semanas.1

Isso coloca o JI bem na frente dos outros métodos de emagrecimento, comparando com outros estudos.

Ainda de acordo com esse estudo, as pessoas também perderam 4-7% das medidas da cintura.1 Isso indica que elas perderam boa quantidade de gordura visceral, bastante prejudicial ao corpo. Essa gordura cresce em volta dos órgãos e pode causar várias doenças.

Também há um estudo mostrando que o jejum intermitente causa menos perda de massa muscular que os métodos tradicionais de emagrecimento por restrição calórica. 16

Lembre, no entanto, que a principal razão para o jejum intermitente emagrecer é que ele ajuda as pessoas a consumir menos calorias de modo geral. Se você comer exageradamente durante a janela de alimentação, é possível que não veja resultado nenhum jejuando.

Confira este método de emagrecimento acelerado, que reprograma seu metabolismo para queimar gordura combinando o jejum com avançadas técnicas de alimentação: clique aqui para conhecer o Código Emagrecer de Vez

COMO FAZER JEJUM INTERMITENTE?

Há várias formas de se fazer JI. Basicamente você precisa dividir o dia ou a semana em uma janela de tempo de alimentação e outra de jejum.

Durante o período de jejum você não come nada (ou muito pouco) e na janela de alimentação fica livre para comer.

Abaixo estão os protocolos mais populares atualmente de JI:

1 – MÉTODO 16:8 (PROTOCOLO LEANGAINS)
Criado pelo sueco Martin Berkhan, do site LeanGains.com, ele dá a você uma janela de alimentação de 8 horas e um período de jejum de 16 horas. Para mulheres, é recomendável seguir um período de jejum de 14 horas, com 10 horas de alimentação.

Dentro da janela de alimentação, você pode fazer 2-3 refeições, ou até mais se quiser. Um horário recomendado é das 12h às 20h, ou das 13h às 21h, por exemplo.

Para seguir este método, basta não comer nada depois da janta e pular o café da manhã. Se você terminou de jantar às 21h, só vai comer de novo às 13h do dia seguinte.

Pessoas que acordam com fome costumam ter dificuldade no começo, mas a adaptação costuma ser bem rápida.

Você pode beber água, café e qualquer outra bebida não-calórica durante o período de jejum, o que ajuda a reduzir os níveis de fome.

Também é importante que você coma uma alimentação saudável durante a janela de alimentação. Você não vai emagrecer se ficar se empanturrando por 8 horas de lixo ou calorias em excesso.

➤ Conheça o ebook Fique Sarado, baseado no Método 16/8, que dá resultados espantosos. O Fique Sarado é excelente porque traz o passo a passo do JI.

2 – MÉTODO COMA-PARE-COMA (PROTOCOLO EAT-STOP-EAT):
O Eat-Stop-Eat é um protocolo de JI que envolve jejuns de 24 horas, uma ou duas vezes por semana.

O método foi popularizado por Brad Pilon e tem sido um dos protocolos mais populares de jejum intermitente há alguns anos já.

Para segui-lo, basta jantar hoje e não comer mais nada até a hora de jantar do dia seguinte.

Por exemplo, se você jantou na segunda-feira às 19 horas, não coma nada até as 19 horas do dia seguinte. E assim você fez um jejum de 24 horas.

Você também pode fazer o jejum do almoço até o almoço do dia seguinte, ou do café da manhã até o próximo café da manhã. O resultado final é o mesmo.

Água, café, chá e outras bebidas não calóricas estão liberadas, mas nada de alimentos sólidos.

Se você está praticando o jejum intermitente para emagrecer, é importante que coma normalmente durante o período de alimentação. Não tente compensar comendo mais pelo período que ficou em jejum.

O único problema do método é que jejuar por 24 horas pode ser uma dificuldade para muitas pessoas, ao menos no começo.

Mas o lado bom é que você não precisa começar com 24 horas. Pode tentar começar com 14 ou 16 e ir aumentando a partir daí.

3 – A DIETA 5:2
O método da dieta 5:2 permite que você coma normalmente 5 dias da semana, enquanto restringe o consumo de calorias para 500-600 durante os outros dois dias.

A dieta foi popularizada pelo médico britânico Michael Mosley.

Nos dias de jejum é recomendado que as mulheres consumam 500 calorias e os homens 600.

Assim, você pode comer normalmente todos os dias exceto às segundas-feiras e às quintas, por exemplo, quando só irá fazer duas refeições pequenas (cada uma com 250 calorias para as mulheres e 300 para os homens).

O problema dessa dieta é que não há pesquisas feitas com esse protocolo. Além disso, muitos críticos apontam, com certa razão, que ao ingerir calorias, mesmo que poucas, você não fica mais em jejum.

No entanto, é possível emagrecer com a dieta 5:2 sim, já que você irá consumir menos calorias durante a semana. O importante é não compensar e comer mais nos dias de alimentação normal.

Seque a barriga em semanas com um método que combina JI com o que há de mais avançado na ciência do emagrecimento: Código Emagrecer de Vez (clique aqui)

QUEM NÃO PODE OU NÃO DEVE FAZER JEJUM INTERMITENTE?

O JI não é uma solução milagrosa que serve para todo mundo.

Primeiro: se você está abaixo do peso ou tem um histórico de anorexia ou bulimia, nem pense em começar a fazer jejum intermitente sem antes falar com seu médico.

Se você estiver grávida, tentando engravidar ou amamentando, também é melhor deixar para experimentar o JI em outra fase de sua vida. Jejuar pode ser prejudicial a você e ao bebê.

TODAS AS MULHERES PODEM FAZER JEJUM?

Há algumas evidências de que o jejum intermitente não é tão benéfico para as mulheres quanto para os homens. Por exemplo, um estudo mostrou que o JI melhorou a sensibilidade à insulina em homens, mas acabou piorando o nível de glicose em mulheres.

Por isso, recomendamos que as mulheres comecem a fazer o jejum intermitente com calma. Vá devagar, vá testando. Se você tiver qualquer problema, pare. Se tiver alguma dúvida, fale com seu médico antes.

ALGUMAS DÚVIDAS COMUNS SOBRE O JI

Veja abaixo as dúvidas que sempre surgem quando se fala sobre o JI.

1. Posso beber líquidos durante o jejum?

Sim. Você pode beber sem problemas água, café, chá e qualquer bebida não-calórica. O importante é não adicionar açúcar.

O café inclusive pode ser particularmente benéfico durante o período de jejum, já que ele ajuda a diminuir a fome.

2. Com qual frequência posso fazer o JI?

Se você estiver praticando um jejum mais leve, como o protocolo 16/8, por exemplo, e estiver se sentindo bem adaptado a ele, pode fazer todos os dias, se quiser. Não causará malefício algum para sua saúde, muito pelo contrário!

3. Não faz mal pular o café da manhã?

Não. O problema é que o pessoal que normalmente pula o café da manhã tem um estilo de vida ruim no geral. Se você se alimenta bem e pratica exercícios, pode pular o café sem problemas.

4. Posso tomar suplementos enquanto estiver de jejum?

Você pode tomar suplementos, desde que eles não sejam calóricos a ponto de tirar seu corpo do estado de jejum. Vale tomar vitaminas e minerais, creatina, BCAA etc, mas uma dose de whey, por exemplo, tecnicamente tiraria você do jejum.

5. Posso treinar enquanto estiver jejuando?

Sim, você pode treinar em jejum. Vale lembrar que é preciso ficar atento no começo, até seu corpo se adaptar aos treinos em jejum. Martin Berkhan, do procolo Leangains, recomenda que se tome BCAAs antes dos treinos em jejum.

6. Jejuar faz perder massa muscular?

Todo programa de emagrecimento causa alguma perda de massa muscular, e por isso que é importante continuar treinando e manter um alto consumo de proteínas. Há um estudo mostrando que o jejum intermitente causa menos perda de massa muscular que uma dieta de restrição calórica.16

7. Jejuar deixa o metabolismo mais lento?

Não, pelo contrário. Estudos feitos com jejuns de curto período (36 horas ou menos) mostram que o jejum na verdade acelera o metabolismo. 14 15

No entanto, jejuns por longos períodos de tempo (três dias ou mais) podem tornar seu metabolismo mais lento sim.36 Mas quem aqui vai querer jejuar por três dias?

8. Crianças podem fazer jejum?

Essa não é uma boa ideia. Não há motivos para você fazer isso com uma criança. Ela é muito nova para aproveitar os benefícios do JI.

9. Isso é loucura. Se eu ficar 24 horas sem comer eu não vou morrer?

Não. Seu corpo aguenta ficar 24 horas sem comer. A dificuldade é mais psicológica do que fisiológica.

10. Fazer jejum é perigoso? Quais os efeitos colaterais de jejuar?

Fazer jejuns por curtos períodos de tempo (até 36 horas) não é perigoso para a saúde. Pelo contrário, como mostramos neste artigo, há diversos benefícios.

A fome é o principal efeito colateral do jejum intermitente. Você também pode sentir fraqueza. Isso costuma ser apenas temporário, já que leva algum tempo para seu corpo se adaptar à nova rotina de alimentação.

11. Qual o cardápio ideal para fazer JI? O que comer depois do jejum?

Não existe um cardápio ideal ou certo para quem faz JI. A ideia básica é fazer você naturalmente menos, por causa da janela de tempo restrita. Então, você pode comer o que come normalmente que irá ver resultados com o jejum.

No entanto, se você deseja resultados consistentes e rápidos, com certeza vale seguir o cardápio de alguma dieta. Nós recomendamos dietas low-carb/paleo.

➤ Clique Aqui e Reprograme seu Metabolismo para Queimar Gordura em “Piloto Automático” com o Jejum

O QUE FAZER AGORA?

Agora é hora de começar. Escolha um protocolo de jejum e faça seu teste. Experimente.

Recomendamos o método 16:8, para aqueles que gostam de malhar e querem queimar gordura com o JI e também obter hipertrofia. (Não deixe de conferir o ebook Fique Sarado, que ensina em detalhes a aplicar o Método 16:8 na prática, passo a passo. Clique aqui!)

Já para quem quer emagrecer de forma gradual e pretende aproveitar ao máximo os benefícios do jejum intermitente para a saúde, recomendamos o protocolo Eat-Stop-Eat (jejuns de 24 horas, uma ou duas vezes por semana).

O mais importante é não compensar na janela de alimentação e comer além da conta.

Leia também: o que e Jejum Intermitente

NOSSA RECOMENDAÇÃO:

REPROGRAME SEU METABOLISMO PARA QUEIMAR GORDURA (NATURALMENTE)

Quem quer aproveitar o máximo benefício do jejum intermitente deve combiná-lo com uma estratégia de alimentação, que promova a queima de gordura, deixe o corpo mais saudável e principalmente: REPROGRAME SEU METABOLISMO.

Afinal, de nada adianta fazer jejum e depois ficar comendo errado, se entupindo de porcarias e deixando o corpo desnutrido durante a janela de alimentação.

O problema é que muita gente não sabe como comer certo durante a janela de alimentação, e isso acaba prejudicando muito o poder do JI.

Felizmente, há um programa de emagrecimento que usa o JI de uma forma muito inteligente e ajusta seu metabolismo para queimar gordura: o Código Emagrecer de Vez (Clique Aqui para Conhecê-lo)

Ele vai fazer você perder peso rapidamente (e naturalmente) por meio de um método que combina jejum intermitente com o que há de melhor na dieta paleolítica e a low-carb.

É um programa altamente flexível, que permite o uso de vários protocolos de jejuns e tem eficiência comprovada. Além disso, com o método do Emagrecer de Vez, você pode comer a quantidade que quiser

6 REMÉDIOS NATURAIS PARA EMAGRECER

As pessoas estão cada vez mais preocupadas em reduzir peso e em estar na sua melhor forma.

O mercado de emagrecimento é enorme e todos os dias podemos ter acesso a novas informações sobre alimentos que auxiliam na redução de peso e sobre diversas substâncias que podem aumentar o potencial de emagrecimento e também facilitar a vida daqueles que buscam estar no peso ideal.

Leia também: remédio caseiro para emagrecer preço

Sabemos que uma alimentação equilibrada juntamente com a prática de atividades físicas é a melhor combinação para se ter um corpo magro e saudável.

Leia também: Kifina preço

No entanto, algumas vezes, existem muitas dificuldades para se atingir estes resultados, como é caso de pessoas com obesidade ou mesmo com problemas hormonais.

Leia também: Phytophen preço

Foi buscando outras alternativas para auxiliar neste processo, que muitos estudos estão sendo feitos na busca por substâncias capazes de contribuir com a redução de peso e a diminuição da gordura corporal.

Os remédios naturais que emagrecem são uma outra opção para aqueles que precisam reduzir peso e ainda não encontraram resultados satisfatórios.

Leia também: Farinha seca barriga preço

O QUE SÃO REMÉDIOS NATURAIS PARA EMAGRECER?
O uso de alguns medicamentos para redução de peso no Brasil foi proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a partir de 2011, fazendo com que a indústria farmacêutica buscasse novas opções terapêuticas para auxiliar, principalmente, no tratamento da obesidade.

Os remédios naturais para emagrecer, que também englobam a categoria dos medicamentos fitoterápicos, são desenvolvidos, em sua grande maioria, a partir de plantas medicinais (extratos, óleos, cera, entre outros) ou de fontes de origem animal, atuando de maneira terapêutica em diversos processos no metabolismo, também prevenindo e tratando muitas doenças.

Estes produtos devem ser utilizados com o acompanhamento de um profissional da saúde habilitado.

A eficácia de muitas substâncias ainda está em período de estudo e documentação, muitas delas ainda em processo de aprovação pelas agências regulamentadoras, estando algumas delas inseridas também na categoria alimentos.

É importante sempre estar atento à rotulagem destes produtos, garantindo um consumo seguro deste tipo de substância.

REMÉDIOS NATURAIS PARA EMAGRECER
Todos os produtos mencionado aqui você pode comprar na loja iherb.

Para que não conhece a iherb é uma loja internacional com 20 anos de mercado, e atende consumidores de todo o mundo.

1#. Cafeína

Esta substância bastante conhecida é encontrada naturalmente em muitos alimentos como, por exemplo, o café, o guaraná, os chás verde, branco, vermelho, o chá mate, entre muitos outros, e tem alto poder termogênico, auxiliando na ativação do metabolismo e na queima de gordura corporal.

Embora se encontre naturalmente a cafeína em muitas plantas, esta substância pode ser usada como princípio ativo em muitos medicamentos e suplementos.

A Anvisa aprova o uso desta substância com cautela em bebidas energéticas, em analgésicos, e em alguns produtos utilizados como pré-treinos.

Vale lembrar que o excesso de cafeína pode causar aumento da pressão arterial, taquicardia, insônia, irritabilidade, perda de apetite, ansiedade, entre outros efeitos.

Assim, procure usar a cafeína somente em alimentos ou remédios naturais aprovados pela legislação.

2#. Goma Guar ou Guar Gum

Esta goma é uma fibra alimentar muito utilizada na indústria alimentícia devido ao seu poder espessante. Ela possui um poder laxante suave, tem a capacidade de aumentar a saciedade e reduzir o apetite.

Por ser uma fibra, também auxilia no metabolismo das gorduras, reduzindo os níveis de colesterol ruim (LDL) e diminuindo os tecidos adiposos, ajudando bastante nos processos de emagrecimento.

→ Link para comprar a Goma Guar

3#. Agar-Agar

Esta substância é extraída de algas marinhas e tem uma enorme capacidade de absorver a água, formando um gel que não será absorvido pelo corpo. Assim, há um aumento considerável da saciedade, auxiliando na redução da ingestão calórica, além de ter efeito laxativo.

→ Link para comprar a Agar-Agar

4#. Goji Berry

Esta fruta de cor vermelha de origem chinesa está entre as novas substâncias estudadas para o tratamento da obesidade e também por sua eficácia em diversos problemas de saúde.

Ela é rica em proteínas, vitaminas e minerais, tem ação antioxidante, reduzindo a atuação dos radicais livres na célula, e alguns estudos mostraram sua capacidade em ativar o metabolismo.

→ Link para comprar o Goji Berry

5#. Gymnema Sylvestre

Esta planta tem sido muito utilizada em produtos para emagrecimento devido ao seu alto poder no controle dos níveis de insulina e da glicemia. Desta forma, há um aumento da saciedade e uma redução da ansiedade por doces ou carboidratos de liberação rápida.

Estudos demostraram também que esta planta pode atuar no metabolismo e na oxidação das gorduras.

→ Link para comprar a Gymnema Sylvestre

6#. Spirulina

Esta substância é retirada de algas marinhas e contém altos níveis de proteína em sua composição. Desta forma, há uma aumento da saciedade, pois sua digestão é mais lenta, também aumentando a produção da enzima lipase, que é responsável pela quebra das moléculas de gordura.

Além disso, também é rica em vitaminas do complexo B, vitamina E, assim como diversos minerais.

→ Link para comprar a Spirulina

Quer saber mais?

Assista o Vídeo Abaixo:

Conclusão

Não existe melhor forma de emagrecermos com saúde do que melhorarmos nossos hábitos alimentares e praticarmos uma atividade física.

Porém, existem hoje no mercado, diversos remédios naturais para emagrece capazes de auxiliar na redução de peso e também ajudar na prevenção ou até mesmo no tratamento de algumas doenças.

Quero recomendar também um ótimo artigo os 7 tipos de alimentos que ajudam a emagrecer e combate a gordura localizada estes alimentos ativem o seu metabolismo o que facilita o processo de redução da gordura corporal.

Chá para emagrecer: conheça os principais aliados das dietas de perda de peso

Chá verde, branco e preto são os mais conhecidos por acelerar o metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia

Ao acordar, depois das refeições ou antes de dormir. O chá faz parte da vida da maioria das pessoas, sendo hoje uma das bebidas mais consumidas no mundo. É feito tradicionalmente com a infusão de folhas em água quente e conhecido por oferecer diversas vantagens à saúde.

Sabrina Lopes, nutricionista e personal diet, comenta que cada chá oferece benefícios diferentes para a saúde. “A maior parte é diurético e contém propriedades antioxidantes. Existem chás que auxiliam na prevenção de doenças, outros que possuem efeitos calmantes, os que diminuem os efeitos da TPM etc.”, diz.

Mas, certamente, os que ganham mais destaque atualmente são aqueles considerados emagrecedores! Quem nunca ouviu falar, por exemplo, do famoso chá verde?! Ou ainda, do chá branco?

Você pode estar se perguntando: será que os chás ajudam mesmo uma pessoa a emagrecer? Há quem garanta que sim! Mas, vale destacar: eles auxiliam no processo, não fazem milagres! Só oferecerão resultados significativos se forem associados a uma dieta equilibrada.

“Emagreci 5 kg com a ajuda do chá verde com pimenta caiena”
Adriana Aguiar Pinto Souza, 46 anos, enfermeira, conta que teve uma boa experiência com o consumo do chá verde Dr. Dukan (infusão que leva chá verde, pimenta caiena e limão e promete ajudar a afinar silhueta, queimar calorias e limpar as toxinas do organismo).

Leia também: “Emagreci 17kg sem passar fome ou fazer exercícios”

Porém, é claro, os bons resultados não foram conquistados somente com a utilização do chá, mas, sim, com a adesão completa à dieta. “Fiz a Dieta Dukan com o acompanhamento online no site e emagreci 5kg em 4 meses, de maneira saudável e sem passar fome. O melhor dessa experiência foi criar um novo hábito de alimentação e hoje, mesmo com a dieta já consolidada, escolho conscientemente todos os alimentos que vou consumir”, diz.

“Durante a dieta, eu tomava o chá verde Dr. Dukan todos os dias. Não tinha um horário específico, mas gostava de tomar pois sentia os efeitos estimulantes e termogênicos da pimenta caiena. Gostei tanto que continuo tomando o chá mesmo depois de ter terminado a Dieta Dukan. Sinto uma disposição maior quando tomo o chá, isso às vezes me ajuda a fazer as atividades físicas do dia”, relata Adriana.

6 melhores chás para complementar sua dieta
Mas, enfim, quais são os chás que, de fato, podem ajudar no processo de emagrecimento?

Sabrina reforça que os chás podem auxiliar no processo de emagrecimento, mas eles não fazem milagres. “Para sentir os efeitos dos chás é necessário ter uma dieta equilibrada e saudável”, lembra.

Abaixo, a nutricionista cita aqueles que podem ser aliados de quem deseja perder peso:

Leia também: 10 alimentos para um detox poderoso

1. Chá verde

FOTO: GETTY IMAGES

Sabrina explica que a Camellia Sinensis é uma erva que auxilia muito nesse processo de emagrecimento. “A partir dela são feitos os chás branco, verde e preto, que se diferem pelas condições de cultivo, preparo e acondicionamento da planta”, diz.

“O chá verde, o mais conhecido, é obtido a partir de um processo de pouca oxidação da planta, e é levemente fermentado”, destaca a nutricionista.

De gosto amargo, seu poder de emagrecimento se deve especialmente à presença de cafeína e catequinas que aceleram o metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia. Além disso, ele facilita a digestão, ajuda a regular o intestino e combate a retenção de líquidos no organismo.

O chá verde é encontrado à venda em ervas (geralmente, a opção mais recomendada), em saquinhos (sachês), em pó e até em cápsulas. Existem ainda algumas versões prontas para beber, mas estas, de forma geral, são menos eficazes.

Como preparar o chá verde:

Coloque 1 litro de água para ferver e assim que surgirem as primeiras bolhas, apague o fogo. Acrescente 1 ou 2 colheres de sopa da erva do chá verde. (O ideal é começar com 1 colher, pelos menos até você se acostumar com o sabor do chá). Depois, abafe por 2 ou 3 minutos. Coe e tome.

2. Chá preto

FOTO: GETTY IMAGES

Feito também das folhas da Camellia Sinensis, o chá preto, em comparação ao verde, é mais forte e fermentado, e sofre uma maior oxidação, de acordo com Sabrina.

Como o chá preto passa por um processo de fermentação maior, possui ação antioxidante menor do que os outros dois chás (verde e branco) e bastante cafeína, o que contribui para a perda de peso, já que acelera o metabolismo.

Devido à cafeína, e se consumido em quantidades adequadas, diminui a sensação de fadiga e sonolência, já que possui propriedades excitantes, e estimula o cérebro, além de ajudar na digestão.

O chá preto é encontrado à venda geralmente em ervas e em saquinhos (sachês).

Como preparar o chá preto:

Coloque 1 litro de água para ferver e espere que surjam as bolhas (que a água esteja fervendo), então apague o fogo. Acrescente 1 ou 2 colheres de sopa da erva. Depois, abafe por 3 a 5 minutos. Coe e tome.

3. Chá branco

FOTO: GETTY IMAGES

Sabrina explica que o chá branco é feito da infusão das folhas jovens da Camellia Sinensis, sem processo de oxidação.

Como a planta não passa por fermentação, possui ação antioxidante mais forte, porém, menor quantidade de cafeína.

Sua potente ação antioxidante é decorrente das catequinas presentes em grandes quantidades neste chá. Assim, o consumo adequado pode ajudar a prevenir o câncer, doenças cardiovasculares e cerebrais degenerativas, além de ter ação anti-inflamatória e proteger o fígado.

Embora possua menos cafeína do que o chá verde e o preto, pode ajudar no processo de emagrecimento com sua ação termogênica.

O chá branco é encontrado à venda, de forma geral, em ervas, em saquinhos (sachês) e em pó.

Como preparar o chá branco:

Coloque 1 litro de água para ferver e espere até que surjam as primeiras bolhas e já apague o fogo. Acrescente 1 ou 2 colheres de sopa da erva. Depois, abafe por 4 a 8 minutos. Coe e tome.

4. Matchá

FOTO: GETTY IMAGES

Sabrina destaca que atualmente ouve-se falar muito do Matchá, que também é feito da Camellia Sinensis. “Mas o processo de produção é diferente, ele é elaborado com folhas mais novas que são trituradas lentamente e reduzidas a pó, preservando mais a clorofila, aminoácidos e L-theaninas”, diz.

O chá é rico em flavonoides e cafeína, que são considerados termogênicos (ou seja, aumentam o metabolismo) e têm propriedades antioxidantes (retardam o envelhecimento das células).

O Matchá apresenta alta concentração de aminoácidos devido à sua forma de produção, e estes são essenciais para a manutenção dos músculos do corpo. Exatamente por isso o chá é reconhecido atualmente por ajudar no processo de recuperação após fadiga muscular, sendo um aliado dos praticantes de atividades físicas.

Como preparar o Matchá:

Ele é encontrado em pó, use 1/2 colher de chá de Matchá para 50 ml de água. Ferva a água separadamente (mantenha a temperatura na média de 70ºC). Adicione o pó de Matchá na sua xícara e depois despeje a água quente, mexendo até diluir o chá. Ou ainda, siga as instruções da embalagem do produto.

5. Chá de carqueja

FOTO: GETTY IMAGES

De acordo com Sabrina, a carqueja é outra planta que pode auxiliar no processo de emagrecimento. “O chá é feito em infusão com as hastes da planta, possui um gosto amargo. Ela é indicada para auxiliar no emagrecimento por ter efeitos diuréticos e laxantes. Também é usada para combater problemas hepáticos, digestivos e no controle da diabetes”, diz.

O chá de carqueja costuma ser vendido em ervas e em saquinhos (sachês).

Como preparar o chá carqueja:

Coloque ½ litro de água para ferver e quando ela atingir o ponto de fervura, desligue o fogo e acrescente 2 colheres (sopa) de folhas da planta. Abafe o chá por alguns minutos, deixe amornar, coe e beba.

6. Chá de hibisco

FOTO: GETTY IMAGES

“O hibisco também é um queridinho quando se fala em emagrecimento, porque ele acelera o metabolismo estimulando a queima de gordura, possui efeitos diuréticos, laxantes e também calmantes”, explica Sabrina.

“Além disso, esse chá previne a diabetes, diminui os níveis de colesterol e triglicérides”, acrescenta a nutricionista.

O chá de hibisco é encontrado na forma de ervas (geralmente, a opção mais recomendada), em saquinhos (sachês), em pó e até em cápsulas.

Como preparar o chá de hibisco:

Coloque para aquecer 1 litro de água, quando chegar no ponto de fervura, desligue o fogo e acrescente 2 colheres (sopa) de hibisco. Deixe descansar de 5 a 10 minutos, depois coe e beba.

Não faltam chás que podem dar uma forcinha no emagrecimento! Para saber qual é o mais indicado para o seu caso, o ideal é contar com as orientações de um nutricionista.

Leia também: Kombucha

Vale destacar que, todos esses chás, por mais que ofereçam benefícios, devem ser consumidos sem exageros.

“É necessário ter cuidado com excessos, o ideal antes de consumir qualquer tipo de chá com intuito terapêutico é procurar um médico ou nutricionista”, destaca Sabrina.

Como utilizar os chás em uma dieta de emagrecimento?

Leia também: Phytophen reclame aqui

FOTO: GETTY IMAGES

Sabrina destaca que os chás devem ser auxiliadores nas dietas para emagrecimento. Ou seja, sozinhos não oferecerão benefícios. O consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e, de preferência, à prática de atividades físicas.

“A maioria dos chás que auxiliam nessas dietas possui cafeína, por isso é interessante não tomá-los próximo de períodos noturnos”, lembra Sabrina.

“As quantidades devem ser indicadas por um profissional, levando em consideração a individualidade biológica de cada pessoa”, acrescenta a nutricionista.

Leia também: Kifina Anvisa

Além disso, o profissional indicará qual é o tipo de chá mais indicado para sua dieta de emagrecimento e como ele poderá ser comprado (em ervas, sachês, pó). Bem como o melhor ou os melhores horários do dia para o consumo.

Engana-se quem pensa que os chás, por serem naturais, não oferecem riscos à saúde se consumidos de forma errada. “O consumo exagerado dos chás sem orientação pode causar hipertensão ou hipotensão arterial, arritmia cardíaca, insônia ou gastrites. Alguns chás não devem ser consumidos por gestantes ou lactantes. Por isso, é interessante a prescrição de médico ou nutricionista antes de consumi-los”, lembra a nutricionista Sabrina.

Emagrecimento saudável: 10 alimentos que ajudarão você a perder medidas!

Comer bem para emagrecer. Parece contradição, mas é o que realmente acontece. Uma boa alimentação pode ajudar o organismo a manter seu peso corporal ideal. Para isso, comer de maneira correta e alimentos fontes da mais diversas fontes nutricionais é essencial. Veja 10 ingredientes que não podem faltar em sua dieta!
Produto recomendado

Sopa de legumes congelada Taeq 400g

Você já ouviu falar em alimentos deliciosos que ajudam na dieta? Parece bom demais para ser verdade, não é mesmo? E são! A perda de peso se resume a matemática simples. Você tem que comer menos calorias do que você queima e para atingir o seu corpo ideal!

Segundo a nutricionista Dafne Oliveira, certos alimentos podem ajudar você a perder peso corporal, principalmente porque, através de seus componentes nutricionais, você pode se sentir satisfeitos e a eliminar os desejos e vontades das tentações que engordam. Por isso, quando você for ao supermercado, leve essa listinha que a especialista preparou para nós em seu bolso:

Alimentos que auxiliam o processo natural de emagrecimento
1. Feijão: Barato, nutritivo e versátil, o feijão é uma grande fonte de proteína. Também é rico em fibras e tem lenta digestão. “Isso significa que você vai se sentir satisfeito, o que pode impedi-lo de comer mais”, destaca Dafne.

2. Sopa: Ao começar uma refeição com uma cumbuca pequena de sopa, pode fazer com que você acabe comendo menos. Não importa se a sopa é rala ou purê, desde que seja à base de caldo. “Você deseja manter a sopa para 100 a 150 calorias por porção? Então pule as cremosas com creme de leite, por exemplo”, enfatiza a profissional.

3. Chocolate amargo: Quer desfrutar de chocolate entre as refeições? Escolha um quadrado ou dois de chocolate amargo. “Em um estudo, os amantes de chocolate que receberam o chocolate amargo, comeram 15% menos de pizza algumas horas mais tarde do que aqueles que tinham comido o chocolate ao leite”, comentou a nutricionista.

4. Nuts: Para o lanche, coma um pequeno punhado de amêndoas, amendoins, nozes. “Pesquisas mostram que, quando as pessoas comem nuts, automaticamente elas comem menos nas refeições posteriores”, salienta.

5. Maçãs: Coma o fruto da maçã ao invés do suco. Uma razão é que a fruta crua tem mais fibra. Além disso, a mastigação envia sinais para o seu cérebro que você comeu algo substancial.

Leia também: Kifina Anvisa

6. Iogurte: Segundo Dafne, Estudos têm mostrado que pessoas que comem laticínios na dieta de restrição calórica, perdem mais peso do que aqueles que não o fazem. Iogurte grego é uma excelente escolha, já que está repleto de proteína e é versátil; dá para usá-lo como um substituto de creme de leite, no cozimento, e muito mais!

Leia também: Phytophen Anvisa

7. Abacate: Combate gordura com gordura: os abacates são ricos em ácidos graxos monoinsaturados, que podem ajudar a diminuir a gordura da barriga. Coma algumas fatias no seu café da manhã.

Leia também: Dietas de emergência

8. Carnes magras: A carne é uma excelente fonte de proteínas para a construção muscular e para manter-se satisfeito, mas optar por carnes gordurosas e processadas não é tão bom para a sua cintura e sua saúde. Em vez disso, opte por cortes mais magros de carne, a fim de manter as suas refeições em uma contagem normal de calorias.

9. Sementes de Chia: Fibra, proteína, ômega-3 – sementes de chia tê-los todos. Não só isso, mas eles hidratam quando adicionado ao líquido, fazendo com que você se sinta mais satisfeito e coma em porções menores. “Polvilhe sementes de chia em seus smoothies ou no topo de sua farinha de aveia, ou faça um pudim de chia durante a noite para desfrutar de pequeno almoço”, aconselha.

10. Salmão: Peixes como o salmão são uma excelente fonte de ômega-3, ácidos graxos, que são grandes aliados para ter um coração saudável. Além disso, o ômega-3 também pode ajudar a reduzir a inflamação em seu corpo, o que pode ajudá-lo a recuperar mais rapidamente depois de um longo treino, para construir músculos com um aumento de metabolismo em longo prazo. “Isso e elevado teor de proteínas salmão torná-lo uma excelente escolha para um jantar de perda de peso digno”, finaliza a profissional.

Marca de creme barato para o rosto tem efeito igual ao de luxo

Mulher usa creme Nivea e outro creme caro em cada lado da face por 4 semanas

Pode uma marca barata ter o mesmo efeito de uma marca de luxo cara? Claire Cisotti usou dois cremes durante um mês em cada lado da face e o resultado foi surpreendente.

Leia também: Cremes firmadores bula

Quando a atriz de 66 anos de idade, Alison Steadman revelou recentemente que ela não usa cremes caros e hidrata-se com Creme Nivea para manter a pele jovem, me alegrei.

Leia também: Skin renov reclame aqui

“Eu tenho usado cremes para o rosto por 33 anos, desde que minha mãe me comprou o meu primeiro pote de creme, quando eu tinha 13 anos, e me disse que era tudo que eu precisa para uma grande aparência.
Ela também começou a usá-lo quando ela era adolescente e, mesmo sem nunca colocar os pés em um salão de estética, sua pele ainda parece incrível aos 71”, afirma Claire.

Embora ambos estávamos confusas quando o nosso hidratante favorito foi interrompido há dez anos, nós não usamos nada caro.

Devotas de hidratante baratos incluem Kate Winslet ,37, e aperenemente jovem Joan Collins, 80 – que ambos admitiram usar Creme Nivea. Mas pode uma poção que custa pouco menos de R$ 10,00 realmente competir com uma marca de luxo?

Decidi colocá-los à prova. Por 30 dias eu iria hidratar o lado esquerdo do meu rosto com Nivea Creme. Do outro lado eu usaria um de mais de R$ 100 reais.

Enquanto o Creme Nivea, que vem em potes azuis, foi lançada pela primeira vez na Alemanha em 1911 e contém ingredientes do quotidiano, tais como a glicerina, outros cremes tem supostamente fórmulas inovadoras.

As atrizes Alison Steadman e Kate Winslet alegam usar creme Nivea

Antes de iniciar o teste de 4 semanas minha pele foi testada por Nicolas Miedzianowski-Sinclair, da The Cosmetic Imaging Studio – que fornece imagens em 3D para pessoas que passam por procedimentos cosméticos, utilizando uma máquina Visia para digitalizar meu rosto. Ele, então, fez novo teste no final da minha experiência.

Desenvolvido pela Nasa para monitorar os efeitos da radiação e da gravidade zero sobre a pele dos astronautas, o Visia utiliza diferentes tipos de exposição à luz para medir rugas, danos causados pelo sol, vermelhidão e tamanho dos poros.

De acordo com Nicolas, enquanto minhas rugas e linhas finas estão melhores do que a média para a minha idade – faço 47 em breve – a minha pele está bastante desidratada. Ele também destaca a rosácea leve que herdei de minha mãe, que muitas vezes deixa minha pele, especialmente a minha face avermelhada.

Então, qual o melhor?

Depois de 4 semanas voltei ao Nicolas para ver os resultados finais e eles foram inequívocos. De acordo com scans do dermatologista, o Creme Nivea teve o melhor desempenho. Ele disse que o lado esquerdo do meu rosto – onde eu passava o Nívea – manteve uma melhor hidratação do que o seu rival bem mais caro. Não só isso, mas a minha vermelhidão reduziu e algumas das linhas finas ao redor dos meus olhos desapareceram.